Em Pouso Alegre mais de 27 mil eleitores não votaram

Em Pouso Alegre mais de 27 mil eleitores não votaram

Dados do Tribunal Superior Eleitoral sobre as eleições municipais ocorridas no domingo, 15, mostram que em Pouso Alegre mais de 27 mil eleitores não votaram neste ano. Precisamente, foram 27.930 eleitores que, tendo direito, não foram às urnas escolher seus candidatos – o que representa 26,93% do eleitorado da cidade.

O número de eleitores que não votaram neste ano na cidade ficou bem acima do registrado na eleição municipal de 2016. Na ocasião, 18,74% dos eleitores se abstiveram de votar – um total de 18.752 pessoas.

No país como um todo, o número de eleitores que não compareceram às urnas foi o maior em 20 anos, segundo o TSE: 23,1%. Além do desinteresse crescente pela política, o principal fator deste ano foi a pandemia de coronavírus.

O número de eleitores que não votam vem crescendo. Em eleições municipais anteriores, a abstenção foi de 16,4% em 2012 e de 17,6% em 2016. Nas eleições gerais, bateu em 19,4% em 2014 e 20,3% em 2018.

Não é possível segmentar a taxa de abstenção por faixa etária, mas especialistas estimam que ela tenha sido maior entre os idosos porque este grupo é o mais vulnerável à covid-19. Eleitores com mais de 60 anos representam 18% do eleitorado total do país (146 milhões de pessoas).

Quase 8 mil eleitores votaram nulo em Pouso Alegre

Outro dado que chama a atenção é a quantidade de votos nulos registrados na eleição deste ano em Pouso Alegre. Foram 7.942 votos nulos – o que representa 10,48% do eleitorado.

O número de votos nulos em Pouso Alegre é o maior entre as três maiores cidades da região. Em Poços de Caldas, 6.746 eleitores votaram nulo. Em Varginha, foram 5.389.

Não conseguiu justificar a ausência na votação? Saiba o que fazer

Eleitores que não puderam votar no primeiro turno das eleições municipais têm até 60 dias para justificar a ausência junto à Justiça Eleitoral. O procedimento pode ser feito pessoalmente ou pela internet.

Quem preferir fazer pela internet, as opções são o Sistema Justifica, com acesso via página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou o aplicativo e-Título, que pode ser baixado gratuitamente para as plataformas Android e iOS. 

Os eleitores que não quiserem usar a internet podem preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (pós-eleição), disponível no site do TSE, e entregar em qualquer zona eleitoral ou enviar pelos Correios ao juiz da zona eleitoral na qual for inscrito.

Redação Conexão Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *